sexta-feira, 3 de abril de 2009

Felizes os analfabetos,

...os estrangeiros, os que não vivem no Brasil, ou que não leem português. Felizes também aqueles que mesmo alfabetizados tem a sabedoria de não pegar uma revista como a "Veja" desta semana - jogada na sala de espera de um consultório médico - e abri-la na reportagem sobre a condenação dos proprietários da loja Daslu. Livram-se - esperando a consulta - de sentir o estômago remoer como eu senti ao ler

"Assim como ser pobre não é qualidade, ser rico não é crime, ao contrário do que esperneiam os demagogos de credo esquerdista. A riqueza, no mundo capitalista moderno, é fruto de trabalho, ousadia e criatividade - e, como tal, produz emprego, consumo e outras oportunidades."

Quer que eu me explique? E ainda tem gente que paga pra ler isso...

3 comentários:

Paulo Brabo disse...

Púats.

Roger disse...

tirando as palavras trabalho e emprego a afirmativa é quase correta!

Fábio Adiron disse...

Rubinho

Que eu saiba a leitura não é compulsória, eu mesmo não leio essa publicação há mais de anos.