terça-feira, 19 de maio de 2009

Aos jovens...

Recebi do meu sobrinho um comentário sobre as atitudes perversas dos políticos brasileiros, incoerentes e contraditórios em suas posições.
Respondi assim:

Pedro e gentes,
O comportamento político não é regido por nenhum padrão moral ou ideológico há tempo. O que manda são as oportunidades de "levar vantagem" - política ou financeira - com a situação, sem levar em conta a moral, a ética, o direito e os interesses da população que representam. Essa frase serve para todos os partidos no Congresso Nacional e para 99% dos políticos em exercício de mandato, seja legislativo, executivo ou - surpreendente e infelizmente, como temos visto - no judiciário.
É de dar raiva. Mas me dá pena, muita pena. Fico triste em perceber que toda aquela "revolução" dos anos 60 - que eu vivi - desaguou nessa m... que inclui também as empresas e as relações pessoais em geral. A maioria movida por ganância, motivos espúrios, egoísmo, e uma perversão - e até ausência - total de valores humanos como paz, justiça, solidariedade.
Estou beirando a 3a idade, desiludido e amargurado. Mas vocês, jovens, não podem se deixar levar pelo cinismo dominante. Lutem, da forma que souberem, ou puderem para mudar "o estado da situação" e "a situação do estado". Vocês são a esperança. Vocês podem ser diferentes. E fazer diferença. Ser melhores. Não se deixem levar por essa corja de imbecis da minha geração que domina o mundo hoje. Assumam o destino de vocês. Ou sofrerão - e já sofrem - as consequências de deixar os outros traçarem o destino de vocês. E não será um destino legal.
Um abraço "esperançoso"

3 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

É isso aí!

Pedro Desgualdo disse...

Segue o comentário do sobrinho sobre as atitudes perversas dos políticos brasileiros:


...continuando uma conversa dos dias das mães:

A bancada do PSDB no senado, liderada pelo Arthur Virgílio, instaurou a CPI da Petrobras, pq a empresa haveria mudado a forma de pagamento dos impostos no meio do ano passado.

Efetuar tal mudança é legitimo e amparado pela lei desde 2001 (MP 2.158/2001 ), como explicou o ministro da Fazenda, Guido Mantega, em entrevista concedida a rede de televisão "rede vida". (portanto não é mudança de planos no meio do caminho)
(veja tb no site da globo)
http://g1.globo. com/Noticias/ Economia_ Negocios/ 0,,MUL1126474- 9356,00-PETROBRA S+FEZ+OPCAO+ CONTABIL+ DIZ+MANTEGA. html
É como nós, ao fazer nossa declaração anual de Imposto de renda, optar pelo sistema de cobrança "SIMPLES" ou " COMPLETO"... e evidentemente, optamos pelo que pagaremos menos tributos.



Diante disso, leia o q profetizou o senador Arthur Vrgílio(PSDB) , no senado, em 2001:

"Acabei de descobrir que maioria escassa não basta. Imagine, então, um eventual governo do PT, exposto, no Congresso Nacional, a um pedido de CPI atrás do outro, fictício ou não, legítimo ou não, um atrás do outro(grifo meu). Viria a ingovernabilidade, o caos administrativo e, quem sabe, a interrupção do mandato presidencial”.
http://www2. paulohenriqueamo rim.com.br/ ?p=10663


Que papelão heim, Arthur Virgílio?

Uma cpi atrás da outra, sem necessidade, para desmoralizar o governo atual.

Agora eu pergunto, por que não se faz uma cpi para analizar o caso do Metrô em SP? Ou do ataque do PCC? Ou das contratações milionárias do governo paulista com as revistas escolares do grupo Abril SEM licitação? porque a CPI é um instrumento político, e não de investigação efetivamente.

Que papelão heim, PSDB-DEM(PFL) ??


ass. O sobrinho

carmen disse...

Aquela revolução dos anos sessenta só esté presente em nossas memórias, pois os mesmos se bandearam para o lado dos que legislam em proveito próprio (tirar proveito)

É de amargar, com certeza!!!
Abçs sem muita esperança