quarta-feira, 22 de julho de 2009

Que diferença faz...

...é a pergunta que faço, quando desanimo. Que diferença faz tentar melhorar esse mundo, fazer o bem, preocupar-se com as pessoas, com o meio-ambiente, ser honesto, inconformado, ter esperança???
A letra da música "What's the difference", que eu pedi em postagem há um mês é a que me vêm à mente quando fico assim jururu e meditabundo:

So what's thew difference if you don't wake up
Então, que diferença faz se você não acordar
You won't know yourself, when you finnally do
Você não se conhece, quando finalmente conhecer
You'll look into some mirror and wonder what you're looking at
Vai olhar-se no espelho e perguntar o que é que está vendo
So what's the difference if you do
Então, que diferença faz?


(não se preocupem, é apenas uma tristeza momentânea que me veio a alma ao ler algo hoje, de Tony Campolo: “Enquanto você dormia ontem, 30.000 crianças morreram de fome ou de doenças relacionadas a má nutrição. E mais, a maioria de vocês nunca ajudaram em merda nenhuma. E o que é pior: você está mais perturbado com o fato de eu ter dito “merda” do que com a notícia de que 30.000 crianças morreram de fome na última noite.”)

2 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

Bem, eu acabara de desistir de postar uma mensagem sobre a matança de animais para a retirada das peles de luxo... aí cheguei aqui... primeiro deprimi mais e logo soube que fazemos diferença, sim, pois tentamos ao menos mover algo que ficaria emperrado e simbólicamente, ou materialmente, juntando-se mais alguns, quem sabe se faz um movimento ? Movemos, por existirmos...

Lou Mello disse...

Rubinho
Você precisa ter mais paciência, tolerância e serenidade. Meu professor de mestrado defende o direito dos pobres contra a norma culta. Diz mais, a língua que nós falamos é a dos ricos, mesmo quando não somos ricos, mas só metidos a besta e pior, a utilizamos como forma de segregar os coitadinhos. Aliás, nunca soube porque sempre me encontro do lado errado. Isso sim é motivo de irritação.