quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

"Correndo com Tesouras"

Filme estranho e interessante. Assisti ontem, na HBO.
Perto do fim, um rapaz, personagem principal da trama, depois de algumas experiências intensas e traumatizantes para seus meros 15 anos, afirma:
Eu quero regras, limites, disciplina! A vida sem isso é uma série de surpresas sem sentido!!!
 Se é!

6 comentários:

carmen disse...

Realmente, precisamos todos de limites e as crianças e os jovens clamam por limites!!!

Vá lá no meu Blog, Rubinho, para ler sobre as minhas novidades...

bjs

Roger disse...

Odeio limites, a maioria deles! Prefiro uma vida cheia de surpresas sem sentido, mas cheia de surpresas, a uma cheia de previsões de sentido amargo.

Alysson Amorim disse...

A atordoante liberdade.

Nelson Costa disse...

O que seria esse limite ? O de não nos levar a lugar algum ? O de discutir o que é certo prà alguns e errado para outros ? Fico com as surpresas!

Chris Rodrigues disse...

Alguns querem, outros não! Querendo ou não, são necessários, até mesmo por causa da liberdade do outro.
As pessoas estão perdendo este senso de limites, a que vai até quando começa a do próximo.
Eu digo sim para este tipo de limites.

Raquel disse...

Aos 15,eu tinha tantas regras,limites,diciplinas para obedecer...
Aos 60,eu espero alguma surpresa,mesmo sem sentido...