sábado, 15 de maio de 2010

Meu desejo pra vocês, amigos

O que desejo pra você
Wolodymir Boruszewski


O que desejo pra você
É um despertar super-tranqüilo
Um coração agradecido
Pois só de ter amanhecido
Já descortina tudo aquilo
Que só quem é grato vê
O que desejo pra você
É uma escalada matutina
Do pé do monte a cada passo
Deixar o chão, ganhar o espaço
Pois mesmo em densa neblina
No cimo ao longe se crê
O que desejo pra você
Vencida a escarpa, sobre o monte
É celebrar o ar tão puro
E se lembrar de um lar tão puro
Além da vista e do horizonte
Que só quem deseja vê
O que desejo pra você
É um retorno aconchegante
Por um caminho ensolarado
E um pôr-do-sol emoldurado
Pelos buquês mais deslumbrantes
Das floradas mais douradas de um ipê.
Wolô

Roubado, com a maior cara-de-pau, do meu mano Wolô, a partir do Facebook...

5 comentários:

carmen disse...

Rubinho:

lindo poema do Wolô!!!

Amei e fico agradecida pelo seu desejo para nós, os amigos...

bjs

Lou Mello disse...

Obrigado, valeu!

neli araujo disse...

Oi, Rubinho!

Adoro os poemas do Wolô!

Parabéns pela escolha, e obrigada por nos desejar coisas tão boas!

beijo,

Neli

Fábio Adiron disse...

O poema é lindo...mas eu te peço que aumente o tamanho do tipo no próximo, mesmo de óculos sofri um pouco com a letra pequena em negativo...

Nelson Costa disse...

Desejo o mesmo a ti ! Obrigado!