quarta-feira, 23 de junho de 2010

Mutante

É comum nos referirmos a alguém como "incoerente" - de forma negativa - ou "coerente" - de forma positiva. Dá a impressão que "ser estável" é uma qualidade a ser buscada.

Ao mesmo tempo, muitos elogiam Raul Seixas por ter se reconhecido uma "metamorfose ambulante". Admiram sua coragem em assumir  suas contradições e incoerências.

A busca por uma vida estável, com atitudes e comportamentos coerentes é uma sentença de frustração e inevitável fracasso. Não o somos! Somos, sim, um "poço de contradição" que qualquer estudo de História comprovará. Ou basta olharmos, com sinceridade, para nós mesmos.

Há quem - ousadamente - se reconheça assim, um mutante, imperfeito e inconstante, e com esses nos identificamos, mesmo que timidamente. Só não temos coragem de ser um pouco mais tolerantes e flexíveis com os outros - por serem tão contraditórios - pois teríamos que assumir que somos tal e qual também.

"Porque o bem que quero não faço, mas o mal, que não quero, esse faço" - apóstolo Paulo

6 comentários:

Chris Rodrigues disse...

É, tem falado e dito!

Lou Mello disse...

Você esqueceu o Dunga, o cara se enxerga como o único coerente da paróquia. O que, em última análise, é uma grande incoerência.

Roger disse...

Essa foi a experiência de Paulo, ANTES de sua conversão - segundo alguns querem crer.

Tuco Egg disse...

Miserável que sou. Inda bem que Jesus me ama assim mesmo :-).

Vidal disse...

Todos somos mutantes. (uns mais que os outros). Raul só admitiu o óbvio. Mas é uma diferença essencial, pois tem gente que nao vê esse óbvio, ou o que é pior insiste em fazer o contrário, isto é, empedrar-se, manter-se sempre o mesmo. E isso é quase como ser contra a natureza. O que nao vale é ir mudando cada vez pra pior rsrs. (mas é uma possibilidade, putz)

Rondinelly disse...

É bom ser X-Men, mas é preciso escolher entre meu lado Xavier e meu lado Magneto. Ou não!