sexta-feira, 29 de outubro de 2010

O medo

Em conversa com um tio querido, ele tenta me explicar, cuidadosa e pacientemente, porque vai votar no Serra. O problema todo se resume, eu suponho, no medo que ele tem de que o PT, a continuar no poder, aumente ainda mais a já estúpida carga tributária da classe média, preservando os privilégios dos ricos.
Creio que a chave aqui seja "o medo". O mesmo que fez uma famosa e competentíssima atriz de TV ir a público há anos atrás, pedir que não se votasse no Lula: "tenho medo".
Não votarei no PT, partido do qual fui fiel eleitor por mais de 25 anos. Mas também não votarei no PSDB. Não tenho "medo".
A razão de minha coragem é simples: a Lei de Murphy. Ela afirma que "Se algo pode dar errado, com certeza dará."
Não tenho ilusões quanto às ações e resultados de todo e qualquer governante, partido político ou homem público. Serão sempre frustrantes e mesquinhos.
Há uma razão mais específica também. Tudo tem limite. A capacidade de uma sociedade arcar com impostos, também. E não será o PSDB nem o PT que imporão esse limite de carga tributária. É a realidade, é a possibilidade de ruptura do tecido social e desmoronamento da sociedade. A esse risco, nenhum político, por pior que seja, se submete. E nem a sociedade, que acaba por afastar quem se arrisca neste caminho.
O resultado é que "quanto mais tudo muda, mais tudo fica igual". E não será o PT ou o PSDB que mudarão o "status quo".
O sistema político brasileiro está falido, necrosado e fétido. Qualquer um dos dois candidatos terá que se submeter às forças inescapáveis do sistema globalizado, este sim, o verdadeiro governante do mundo moderno.
A única alternativa é a opção - custosa e improvável - por uma outra forma de governo e economia. E nenhum dos dois partidos propõe isso.
Meu voto é nulo!

2 comentários:

Tuco Egg disse...

Pior que vou de nulo tb. O primeiro voto nulo da minha vida. Não tô muito orgulhoso disso não, mas acho que é o melhor que posso fazer no momento.

carmen disse...

É, Rubinho.

Ando cansada de tanta politicagem em causa própria ou de alguns que são da mesma "facção"

Se a Marina esverdeou, não sei, mas acho que ela fez o mais correto com relação aos outros candidatos...

Mas ainda não tenho coragem de anular o meu voto, afinal, algum deles ficará no Governo...

Enfim,

Que Deus tenha misericórdia de nós!!!

abçs