terça-feira, 27 de agosto de 2013

Herege

Algumas coisas que aceitamos com naturalidade hoje já foram heresias que colocavam em risco a vida de quem as mencionava: 
"O planeta Terra não é o centro do Universo"
"A raça branca não é superior às outras"
"Mulheres e homens devem ser iguais em direitos e deveres"
"Ninguém deve ter direitos absolutos sobre uma sociedade"
"As pessoas devem ter liberdade de expressão"
Tá certo, algumas ainda não são bem aceitas por todos, mas os que discordam são poucos.
Essas heresias provaram retratar melhor a realidade e ser mais benéficas à sociedade do que as "verdades" que elas substituíram. Mas levaram tempo para serem aceitas.

Tenho lutado com várias heresias que vem martelando minha cabeças nos últimos 20 anos. E tenho me tornado, pouco a pouco, um herege. A velhice não me fez mais sábio, mas, com certeza, mais herege. Sorte minha que não serei - espero - queimado em praça pública por isso. 
Pergunto-me se minhas heresias serão aceitas um dia como mais próximas da verdade do que as ideias que elas confrontam. Talvez - como aconteceu com muitos hereges - eu nem esteja vivo para ver esse resultado. Mas tenho esperança que elas possam ajudar o mundo a ser um pouco melhor e mais justo.
Salvo engano.

2 comentários:

Lou Mello disse...

Seu herege!

Tuco Egg disse...

Vamo monta um clube.
"Ozerege!"
;)