terça-feira, 16 de setembro de 2008

Fé na vida!

Parece que é bem aceita a idéia de que ter fé não é ruim. Como dizia Gil, “Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar”.

No entanto, como também afirmou Herbert Viana, “Só não se sabe fé em quê!”. E justamente aqui está o problema: Fé em quê???

A fé, em si, não quer dizer nada, nada. Só adquire valor quando se identifica o objeto da fé.

Senão, vejamos: Hitler tinha fé na superioridade da raça ariana; os adeptos do Rev. Jones tinham fé na sua louca doutrina; tem quem aposte com fé que irá ganhar a mega-sena; alguém sai à rua num dia nublado sem levar capa ou guarda-chuva porque crê que não irá chover ou dirige a 120 por hora porque tem fé que nada irá acontecer...

Fé errada, fé inútil, fé cega. Faca amolada, fere a si e aos outros.

Vocês concordam comigo, então, que o objeto da fé é, pelo menos, tão importante quanto a própria fé?

Meu filho sugere, comentando meu post anterior, “fé na vida!”. Claro, sem fé na vida, naquilo que ela é ou pode ser – como conteúdo ou significado - só nos resta o suicídio. Esta esperança, de que a vida tenha valor, significado, seja algo “bom” em si, é o que nos mantém vivos.

Esta esperança é totalmente isenta de base. Não há nada na vida que assegure ter ela algum valor. E há pessoas que por esta razão concluem não ter a vida valor nenhum. Saem matando, oprimindo, torturando, machucando, abusando sem qualquer remorso ou sentimento de culpa. Mas, toda vez que alguém faz uma afirmação ou ato em favor da vida, é porque tem fé, crê que a vida tem valor e que vale a pena ser vivida tanto por si como pelo outros. Sem base alguma, sem um fato comprobatório, sem um argumento inequívoco, sem prova factual, mas tem fé na vida!!!

Creio em Deus, e creio que a vida é um presente valioso por ter sido dada por Ele para nós a vivenciarmos. O valor da vida está na minha fé de que tenha sido um presente de Deus. Se Deus, por acaso, não existir, a vida, para mim, deixa de ter valor.

Sejam sinceros e me digam, ter esta fé é tão insano assim?

9 comentários:

Tuco Egg disse...

Alguns viram e creram. Mas felizes mesmo são os que não vendo, crêem. Alguém já disse isso :-) .

carmen disse...

De jeito e maneira...
Digo que é preciso ter muiiiita fé para crer que fomos formados, o mundo e nós, frutos do acaso...
Haja fé
Fé demais... rsrsrs

* O Cantinho da Lia * disse...

A falta de fé é uma coisa horrível...principalmente a falta de fé em Deus.
Eu confesso que passei por um momento de intensa dúvida...que é quando os fracos se vêem num momento de prova e aflição,e sucumbem...
Mas, ainda bem que Deus é misericordioso, e nos prova que é "mais" em nossa vida...e qdo menos esperamos, ele nos poe a mão e cura nossa ferida.

Mas temos que ter fé sim, num mundo melhor...

Juber Donizete Gonçalves disse...

Rubens,

Sem fé é impossível agradar a Deus, diz a Bíblia. Agora como diz o título daquele filme feito nos anos 90, tem "fé demais que não cheira bem".

Abraço.

Georgia disse...

Rubinho, gostei muito do seu texto e principalmente desse parágrafo seu:
"Creio em Deus, e creio que a vida é um presente valioso por ter sido dada por Ele para nós a vivenciarmos. O valor da vida está na minha fé de que tenha sido um presente de Deus. Se Deus, por acaso, não existir, a vida, para mim, deixa de ter valor."

Autor e Consumador da minha Fé.

Amei o pé de tomate que nasceu sem ser plantado. Quem sabe foram os olhos da fé, rs.

Abracos em vocês

rica disse...

Se Deus não existir, a vida deixa de ter valor?
A nossa percepção da vida existe, nossos sentimentos são sentidos, os significados aos acontecimentos são dados por nós!
Ter fé na vida, pra mim, independe da fé em Deus. Pois, creio no momento que encontro um amigo querido, o dia em que me apaixono, quando escuto aquela música que adoro, ou leio um poema ou livro que me toca. Tenho fé no momento que encontro quem amo,naquela paisagem linda, no olhar daquele que respeito, no carinho do outro!
Acredito no mal da humanidade, nas adversidades encontradas, nos meus difíceis defeitos, no lado obscuro da minha mente! Ela existe, e por isso consigo encarar a luz!
Tenho fé na felicidade, apesar de ser feliz, eu posso sempre estar feliz!

rica disse...

Fé na Sintonia

Como a luz, como o som
vibrações por ondas
Somos matéria e refletimos
Somos vivos e vibramos

Escutando aquela música
Encontrando alguém querido
Lendo o texto preferido

De repente, naquele momento da festa
Naquela lembrança escondida

De repente, na conversa absoluta
Na paisagem surpreendida

O corpo vibra. De repente, na frequência escolhida e na mesma sintonia!

Dona Sra. Urtigão disse...

Se fé pudesse ser criada...O que faz com que uns a tenham e outros só uma dúvida sistemática?

Roger disse...

Apesar dos pesares, a vida é boa. E podia ser bem melhor e será! Por isso não me impessam que eu repita: é bonita, é bonita e é bonita!!