segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Um homem de ação

Brabo e Lou, cada um a seu modo, postaram hoje reflexões sobre o "agir".
A frase "o que você faz grita tão alto que não consigo ouvir o que você diz" me causa mal estar.
Sou um homem paralizado pelo medo de ser irrelevante no que fizer. Sou um homem paralizado pelo medo de fazer bobagem, ser inútil, errar, desperdiçar a vida. Acabo não fazendo nada... preguiça? Pode ser... Como já explicou Caetano: "queria ser preguiçoso como Caymi, cuja obra é essencial, dela nada pode se tirar sem perda e ele só compôs o necessário..."
Mas também tenho muito medo de falar, dar lição de moral, bater no peito e dizer "eu sei a solução!!!". Ser um cara cheio de blá, blá, blá me horroriza. Principalmente porque tenho muitas dúvidas, já me dei mal em muito do que pensei, preguei, falei e defendi.
Mas tenho esperança, ah!, isso eu tenho! Por isso insisto em tentar entender Nietzsche, e outros pensadores; leio A Bacia das Almas regularmente; sou Grutense convicto; visito mais de 40 blogs semanalmente; gosto de um bom livro, de um bom filme ou teatro; e viajo sempre que posso. Por isso mantenho este blog. É na esperança de um dia agir consequentemente, ou, pelo menos, falar com propriedade.
É bom que aconteça uma das duas logo. O tempo passa e não estou ficando mais jovem...

9 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

Mas não tem aquela historia de que quanto mais se estuda, mais aumenta a consciencia de que não se sabe ? Relaxe. Estude ou viaje simplesmente pelo viajar, pelo pouco que aprender. Mesmo Nietzsche e outros grandes pensadores apontaram no sentido da dificuldade de obter-se Conhecimento. Kant pôs em suspenso aquilo de que não se podia falar com certeza, Heidegger faz um imenso estudo sobre o abandono da busca do Ser na história e não atinge o falar do Ser. Portanto, por mais que se tente fundamentar um conhecimento, só manifestamos opiniões. E a certeza da Fé, para quem a tem.
Abraço. (Sou mesmo petulante, pois falo daquilo que não entendo. Na verdade, falo sempre de mim e não me entendo...)

Roger disse...

Importante, se não fundamental, é essa atitude sua de desfalar e desagir. Talvez quem tem essa humildade, como a sua, passe bom tempo da vida assim, na base do arrependimento, da mudança de mente e atitude.

Enquanto um fazia muito e falava do que fazia o outro batia no peito e nem tinha coragem de olhar para cima...

carmen disse...

Rubinho, acho que estamos na crise da meia idade... Podemos chamar de crise dos 55???

Ando também revendo a minha vida, os meus "porquês", o que já fiz e o que não fiz...

E já fico contente se conseguir achar que a minha vida não tem sido em vão...não é em vão, nem será em vão.

Quanto a Nietzsche, será que ele se entendeu??? eu hein???
Conseguindo me entender, já está de bom tamanho...

Por isso é que eu olho para o autor e consumador da nossa fé, na esperança da vida eterna... E procuro saber o que Deus quer que eu faça, dia a dia...

Bjs esperançosos...

carmen disse...

Ah! Tiraste as letrinhas infernais???
Ótimo...
bjs

Lou Mello disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Lou Mello disse...

Para jogar areia nos faladores, precisei falar um montão. Sem dúvida, começa com a cobrança pessoal. Lembro da cena de um filme muito bom cujo título não lembro, onde o Richard Dreyfus diz, depois de ser chamado de egoísta por sua partner: levei anos construindo um ego e agora vem você querendo destruí-lo. Falar sem fazer tem a ver com o ego, se notarmos bem, estamos falando para defender esse infeliz, a maioria das vezes. Pessoas com egos pequenos ou sem eles (se isso for possível) não falam muito, fazem. Mas somos meninos ainda, e chegaremos lá. Caso contrário, passaremos uns dias no Tibet, em Assim ou Jerusalém.
(agora pode apagar o anterior)

mamanunes-koinonia disse...

Oh Rubinho, com licença... Eu te amo!!!!
Obrigada pelo carinho que você tem comigo e por esse post.
beijos

Chris Rodrigues disse...

Puxa...e vc fala sobre o tempo que passa... e eu que ainda não sei nada...tô mal!!! Hehehehehehe
pois é, voltei...

Georgia disse...

Ah, Rubinho, eu só sei que nada sei e cada vez mais descubro que sei menos. Também já falei muito, já subi os degraus de achar que sabia e me estabaquei legal. Hoje com o nariz fico mais num canto...

Já que vc gosta tanto de ler, venho te convidar a fazer parte de um outro blog que tenho com mais algumas amigas.

O link é este aqui:

http://www.elasestaolendo.blogspot.com/

Passe lá no blog e se gostar me confirma por lá mesmo se gostaria de participar, assim te envio como vc deve fazer.

Te desejo um dia lindo junto a sua linda esposa.

Abracos