quarta-feira, 4 de março de 2009

Darwin e a revista Veja: verdades e mentiras - parte 1


Darwin e a revista Veja: verdades e mentiras – parte 1

Quem me conhece, conhece também minha má vontade em relação a esta revistinha; sabe também que minhas razões são sólidas e fundamentadas naquilo de imbecil, distorcido, mal-intencionado e mentiroso que publicam frequentemente.
Agora, com o aniversário de Darwin, voltou à mídia o pseudo embate entre ciência e religião, Darwin e Deus, evolução e criação. Embate esse que era interessante quando eu tinha 20 anos de idade – é, há 37 anos! – mas que agora soa-me notícia amarelada, supérflua e insensata.
A culpa não é só de publicações má intencionadas como a Veja, não. Os cristãos fundamentalistas e mal-informados são culpados em grande parte por esse imbróglio bobo. Dão a chance para os meios de comunicação irresponsáveis e gananciosos explorarem ao máximo, ávidos pelo lucro, quanto mais fácil, melhor. E um bom debate mexendo com a religião e a ciência é um prato cheio. Rendeu, na Veja, 18 páginas recheadas de bobagens misturadas a coisas interessantes e até relevantes.
Na próxima postagem, farei uma separação, e mostrarei o joio intencionalmente introduzido no trigo das reportagens.
Aguardem!

7 comentários:

bete disse...

Aguardando. Nunca me interessei por esse tema, vamos ver se você conseguirá acordar meus neurônios preguiçosos.

Chris Rodrigues disse...

Manda ver!!! Detesto a Veja!!

Fábio Adiron disse...

Rubinho

Esse papo já está tão chato (tanto do lado leigo como do lado religioso) que eu já escrevi sobre a inutilidade da discussão.

Não tem nada mais moderno para discutir?? Porque foi interrompido o debate ético sobre a genética? Porque o modelo global liberal não é questionado...

Arre...

Georgia disse...

Eu tb nao gosto da veja, é puro jogo.

Abracos e volto para a segunda parte.

MamaNunes disse...

Isso é que é falta do que falar... Essa estratégia da Veja está mais que condenada. Ainda bem que tenho outras coisas pra ler rsss
bjk
:o)

valter ferraz disse...

Rubinho,
essas pseudo-reportagens são iguais conversas de politica em butequim. Não levam a lugar algum.
Forte abraço

voyeg3r disse...

A revista "Veja mas não acredite em nada" é a mentira impressa deste país, representa o que há de mais podre em matéria de manipulação ideológica, denigre a imagem da imprensa.