terça-feira, 5 de maio de 2009

Nenhuma humanidade é uma ilha...

Meu transoceânico amigo Jo postou um video ganhador do Tropfest 2008. O título é esse mesmo: no lugar de "homem" na famosa e batida frase, os autores colocaram "humanidade".
Apesar do enfoque do filme ser o mesmo, o das relações humanas, a frase me chamou a atenção em outro sentido: o de afirmar a inescapável conexão que a humanidade tem com o universo que o cerca.
Tanto macroscópica quanto microscopicamente, estamos profundamente cercados por todos os lados por coisa e seres que enchem o universo de terrores e maravilhas.
Mas a humanidade tem sido lenta em aprender que "Nenhuma humanidade é uma ilha" e que precisamos urgentemente aprender a conviver de forma harmoniosa com todos e tudo o que nos cerca, ou o resultado será trágico para todos.

4 comentários:

Juber Donizete Gonçalves disse...

Rubens,

Esta tem sido uma das grandes tragédias, a humanidade não saber conviver com tudo que a cerca. Depois da Revolução Industrial, então nem se fala.

Abraço.

bete disse...

Aprendi essa frase, mas sinceramente não sei quem é o autor, Mr Google também não sabia.

Deus só de desvela ou se revela, na medida da nossa relação com o outro, com o todo, com o que nos ultrapassa.

Lou Mello disse...

Bom, falo por mim. No inicio, o pai e a mãe resolviam tudo por mim. Depois eles foram substituídos pela professora e depois outra e outra, etc. Mais tarde, eram tantos professores decidindo por mim que só me restava dormir, jogar papel no chão, fumar e fazer arremesso de bitucas. Aí os professore foram substituídos pelos patrões, aqueles crápulas. Hoje, dobrando o cabo da última esperança, me sinto culpado por tudo que eles fizeram e pelo nada que fiz, em relação ao mundo a minha volta.

Jorge Oliveira disse...

Gracias pelo destaque.
Do Portuga que está perto da vossa bela ilha.
:)