domingo, 16 de agosto de 2009

Vida marvada

Ê, vida marvada,
num dianta fazê nada.
Pruquê si isforçá,
si nu vaia a pena trabaiá?

Perguntem -me se estou com preguiça...
Pior que nem é aquela preguiça de Caymi, que Caetano invejava: só fazia o essencial; nada mais, nada menos. Caetano dizia que algumas de suas obras eram "supérfluas" enquanto todas as de Caymi eram essenciais. E se ele, Caetano fosse tão preguiçoso quanto, só teria feito música boa...
Por outro lado, eu, nem vontade de espreguiçar, tenho. Que dirá levantar a bunda da cadeira pra fazer alguma coisa pra melhorar esse mundo...

Di manhãzinha fui vê mia rocinha
Pra vê se já nasceu quarqué coisinha
Mas quar, nu nasceu nada, não!
Plantando nasce, mai nu planto não!

Se não plantamos o que é bom, o terreiro não fica vazio, não senhor! As ervas daninhas, que não servem pra nada, tomam conta do terreno. E, além disso, impedem que qualquer planta boa brote e floresça. É, por exemplo, o que acontece no Congresso Nacional. Os bons se ausentaram, os maus tomaram conta do poder. Quem sabe, tivesse eu me esforçado e me tornado presidente do Senado, o Sarney não estaria lá...
Mas é tarde, resta ter esperança de que os bons jovens de hoje não se acomodem, como a minha geração, sejam "preguiçosos" e façam, pelo menos, o essencial: tornar esse mundo melhor.

4 comentários:

Roger disse...

Até você, Rubinho? Agora estou surpreso!

Raquel disse...

...ninguém tem culpa disso,a não ser nós mesmo...continuamos discutindo sobre todos os "ismos",capitalismo,socialismo,comunismo,leberalismo,neoliberalismo,socialcistianismo...esquecemos o "pragmatismo",parece que só conseguimos acompanhar o que acontece no país,na política principalmente,acompanhando escandalos,CPI...
Continuamos a ser um povo,que assiste sentado,é especialista em tudo,mas não põe a mão na massa...
como já disseram sobre nós "não é um país para ser levado à sério"

Fábio Adiron disse...

Acho que é reflexo do domingão de sol

rica disse...

é tarde mesmo?
o xuxa começou a nadar com 14 anos, para muitos, já era tarde!
heheheh
Não precisa ser presidente do senado, mas pode tentar alguma coisa, como por exemplo estudar ciencia política e se engajar na luta pela reforma.....sei lá!