quarta-feira, 9 de junho de 2010

Um escritor que se preza

"Um escritor que se preza não escreve para obter prêmios e, sim, para se comunicar, dizer e refletir, considerar, compreender, recriar a vida, servir ao homem."

Jorge Amado, no delicioso "Navegação de Cabotagem" que ainda sorvo va-ga-ro-sa-men-te...

5 comentários:

Vilma disse...

Sabedoria! :)

Éverton Vidal Azevedo disse...

Mas eu assino embaixo com força!

neli araujo disse...

Olá, Rubinho!

Eu também assino embaixo, amigo!

Como disse a Vilma: Sabedoria!

beijos fraternos,

neli

Juber Donizete Gonçalves disse...

Rubinho,

O Jorjão falou tudo hein? Só me resta concordar.

Abraço.

Nelson Costa disse...

Inspiração que sustenta a vivência frágil dos blogueiros contra a arbitrariedade bárbara do cotidiano.

Dá-lhe Jorge!