quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Aflitos

Pergunto-me quantos estão aflitos agora, lá nos bairros da classe média e alta do Rio de Janeiro, por verem cortados seus fornecimentos de maconha, cocaína e crack, vindos do Alemão...
Ou por terem cessado seus lucros com o comércio ilegal de drogas e armas...
Apesar de falarem - da boca pra fora - maravilhas da "bem sucedida operação policial".
Pergunto-me quando começarão a prender os criminosos de verdade, e não somente a "raia miúda"...
Pergunto-me se algo realmente mudou... ou vai mudar.

3 comentários:

Roger disse...

Engraçado, ontem estava pensando nisso.
Essas pessoas vão achar um outro jeito de satisfazer o seu vício, o seu negócio e etc.
Era hora do governo urgentemente atacar o problema nessa outra ponta.
Como? Não sei... (Mas também não ganho nem fui eleito para resolver isso.)

Éverton Vidal Azevedo disse...

Tens toda razao meu amigo!

Raquel disse...

"Há uma enorme ilusão. Não quero me arrogar o papel do único que enxerga a realidade, pelo amor de Deus. Mas é assustador que pessoas tão inteligentes e bem intencionadas se iludam com a fábula de que o bem venceu o mal. Esse mal só existiu até esse momento porque foi alimentado por isso que chamamos de bem. E, se agora esse mal é afastado, esse bem que é parte do mal parece triunfante. Vamos nos surpreender sendo apunhalados pelas costas, porque parte dos heróis são os que estão nos condenando à insegurança, levando armas e drogas para as favelas"