terça-feira, 18 de janeiro de 2011

"Self Interest"

Um dos livros que mais me causaram impacto foi "Rules for Radicals", de Saul Alinski, de 1971. Eu o ganhei de presente, em 1988, de um assistente social que trabalhava para a YMCA de Chicago. Apesar de escrever para o contexto americano dos anos 60, vários conceitos eu ainda vejo como válidos no Brasil do século 21.
A premissa básica de Alinski era universalidade do "self interest", ou interesse próprio. Ele dizia que todas as pessoas só agem movidas por interesse próprio e que a grande "sacada" é ter o "self interest" correto. E dá vários exemplos, como Gandhi, cujo interesse era elevar os indianos à posição dos ingleses, torná-los "iguais" sem faze-los "semelhantes". Ou Jesus Cristo, cujo interesse era a "fazer a vontade de Deus", conforme Ele a via. E etc.
Basicamente, ele argumentava que não existe diferença entre o egoísta e o altruísta: ambos defendem e buscam seu "self interest"; apenas são diferentes naquilo que consideram "interesse próprio": um quer tudo para si, outro, tudo para o próximo.
E vai além, afirma que para alcançar o "self interest" é válido e necessário o uso da força - não da violência - mas da força. Força essa que pode ser conseguida pela mobilização das pessoas, pelo valor da mensagem, pela disposição de dedicar-se.
Vejo agora pessoas de todo o país a doarem tempo e recursos em favor das vítimas da tragédia na região serrana do Rio de Janeiro. Que força, que mobilização!!!
O que as move? "Self interest", sem dúvida. Querem sentir o coração aquecido pela solidariedade demonstrada, querem fazer parte de algo maior que elas próprias, querem fazer parte do "Bem".
Quem dera mantivessem o foco de seu interesse próprio nesta direção em todos os momentos! O país seria outro, muito melhor e em pouco tempo...

5 comentários:

Raquel Jacobsen disse...

...e o choro,na hora de entregar qualquer ajuda,traduz toda a culpa sentida por não ter colocado a solidariedade, uma constante,um ato banal, na sua vida

AnaCris disse...

Querido Rubens Osório,
Ano passado recebi sua visita em meu blog. Contudo, por causa da perseguição de um anônimo, tive que excluir a sessão de comentários, o que me deixou baxicamente ilhada e impossibilitada de conhecer pessoas que certamente tem muito a acrescentar.
Mas hoje li um tuíte do Nelson Costa, fui ao blog dele e lá encontrei o link para o seu blog.
Que bom! Vou adicionar aos meus favoritos para vir mais vezes.
Um abraço e Deus tchabençoe.
:o)
AnaCris

José Eduardo @eduardoglaeser disse...

Oi, tudo bem?
Muito legal o seu blog!
Visite tambem o meu: http://acasasobrearocha.wordpress.com/
Vou vir aqui mais vezes!

Abração!
SHALOM!

Lou Mello disse...

É verdade, mas admito que quando um cara esta com Self interest por nossa filha aí o sangue ferve.

carmen disse...

Interessante esta sua postagem...

Bem que podeíamos ativar mais vezes a nossa veia solidária!

Assim o mundo seria bem mais aconchegante.

bjs