quinta-feira, 19 de julho de 2012

Campanha contra a falsa informação na Internet

Estou realmente de saco cheio de receber, via e-mail e também pelo Facebook, uma quantidade enorme de informações errôneas, inverídicas, ou pura e simplesmente falsas. O pior é que a grande maioria das pessoas que me enviam ou postam essas desinformações, crêem, piamente, que estão divulgando a verdade, e fazendo o bem. Em um mundo com 7 bilhões de pessoas, é de se esperar que haja alguns mau intencionados, cujo objetivo é confundir, enganar o maior número de pessoas que puder. Esses criam e divulgam as informações falsas. Um grande número de pessoas, inadvertidamente, divulga informações que não são falsas, apenas errôneas, parciais, que podem levar o leitor a uma conclusão errada. E praticamente todo mundo compartilha, encaminha e ajuda a espalhar as informações dos dois grupos acima. Por quê??? Tenho três suspeitas: Algumas vezes, as pessoas acreditam que estão fazendo o bem ao repassar o que recebem, porque receberam de alguém em quem confiam. Outras vezes, o fazem porque o conteúdo recebido está de acordo com aquilo que as pessoas pensam ser a verdade, ou gostariam que o fosse. E, o que é pior, suspeito que na maioria das vezes, as pessoas espalham falsidades apenas por preguiça, pura e simples preguiça! Na verdade, todos tem a opção de não divulgar nada que recebem antes de verificar a veracidade da mensagem. Alguns não tem tempo nem interesse em gastar tempo e se dedicar a pesquisar a informação. Deveriam, então, manter para si o que recebem. Outros tem tempo, sim, e poderiam muito bem faze-lo, mas não o fazem por pura preguiça. Estes são os piores, porque assumem o papel de "carneirinhos", de "maria-vai-com-as-outras". E este tem sido um grande problema da sociedade. É o que permite que esse bando de desqualificados malfeitores ocupe os postos eletivos, executivos e judiciários no nosso país (e talvez, no mundo, em geral). Aceitam tudo passivamente por preguiça de questionar, investigar, por falta de amor à verdade. Por isso, meu amigo, não me encaminhe nada, a não ser que seja informação de primeira mão, ou que você já tenha verificado sua veracidade. Porque eu, meu amigo, não vou repassar nada sem confirmar antes. Garanto que se todos as pessoas de bem fizerem isso, os poucos maus perderão espaço na Internet e serão relegados ao desprezo que merecem. E tenho dito.

2 comentários:

Dani disse...

apoiadíssimo pai! porém sua proposta é árdua, pois pede para acabar com a preguiça ou com a fofoca (Pq para mim isso é passar informação sem saber que é verdade), duas coisas amadas pelos seres humanos há eras.
Bjs

Lou Mello disse...

Bom lembrar certos grupos, como a ANA (Agência Nacional do Acobertamento), por exemplo, cujo propósito é acobertar e para isso se utilza da desinformação, também. Falando nisso, tão dizendo aí pela cidade que as Olimpiadas começarão na mesma época do julgamento do "mensalão" e foi o STF que marcou a data. Coincidência, né? Por que eles não adiam as Olimpíadas? Segundo dizem, a Record cobrirá os jogos enquanto a Globo (que é agente da ANA) encobre o julgamento. É mesmo, esse tipo de informação precisa parar de veicular na rede.